Notícias
24.11.2017 - 17:53
Lesão por pressão: palestra tira dúvidas
Texto: Alinny Miranda. Fotos: Alinny Miranda e Marliete Carvalho

Dia 20 de novembro é uma data mundial para conscientizar a população e os gestores de saúde acerca dos cuidados com as lesões por pressão. Visando isso, o Instituto de Recursos Humanos de Pernambuco (IRH) e o Hospital dos Servidores do Estado (HSE), por meio do Núcleo de Atendimento Domiciliar (NAD), promoveram uma palestra informativa a fim de orientar os servidores, seus familiares e cuidadores de pacientes sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce da lesão por pressão e suas classificações.

Popularmente conhecida como escara, a lesão por pressão é uma ferida que surge quando a pele tem a circulação interrompida por pressão constante ou atrito nas áreas do corpo, o que acaba danificando a pele. Fazem parte do grupo de risco pacientes acamados, pessoas com depressão ou em estado grave na UTI, idosos, cadeirantes, entre outros.

Alguns sinais no corpo devem ser vistos como alerta para o surgimento de lesões por pressão. São eles: manchas arroxeadas ou azuladas em pessoas de pele escura, manchas vermelhas ou brancas em pessoas de pele clara, inchaço, áreas brilhantes, manchas a seco, rachaduras e rugas.

Segundo Ladjane Souza, enfermeira chefe do NAD, é importante seguir simples recomendações, que farão toda a diferença para o paciente que está acamado. “A conscientização da família de pacientes é de grande importância”. O tempo que o paciente fica deitado é um dos fatores de grande preocupação, levando a lesão a se tornar uma infecção generalizada. 

Para Sandra Cordoville, enfermeira do NAD, a palestra atendeu às expectativas, pois os servidores que participaram quiseram tirar dúvidas ao final da palestra. “Nosso desejo é sempre informar os cuidados gerais, principalmente para os idosos e pessoas que estão com depressão que ficam muito tempo deitadas”. 

Alice Leitão, servidora da Secretaria Estadual de Saúde (SES), participou da palestra e gostou muito da forma como os cuidados foram repassados. “Todas as informações foram ótimas e muito essenciais”, declarou. 

A conscientização deve partir de toda população, o que fez com que Ivonete Carvalho, servidora da Secretaria de Educação de Pernambuco (SEE), voltasse sua atenção para a importância dos conhecimentos que evitem as lesões. “Graças a Deus não tenho nenhum familiar nestas condições, mas acho interessante aprender mais sobre o assunto para ficar ligada. Gostei muito da palestra”.

Voltar